Jango e eu

 Estive no lançamento do livro Jango e eu, Memórias de um exílio sem volta, na última quarta-feira. João Vicente Goulart conta suas memórias afetivas que começam em um momento turbulento do País quando, aos sete anos, teve que mudar com a família para o Uruguai, após o pai, Presidente João Goulart, ter sido deposto pelo Golpe Militar de 64. Na noite de autógrafos, que aconteceu em uma universidade de São Luís, João Vicente lembrou que o pai sempre falava que “morrer pela Pátria não é pouca sorte”, e destacou que Jango lutou pelo Brasil, pela liberdade e por um país mais justo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Que tal se cadastrar para receber os novos textos assim que publicados?